quarta-feira, 9 de agosto de 2017

Eleanor & Park

Sinopse: 
Eleanor & Park é engraçado, triste, sarcástico, sincero e, acima de tudo, geek. Os personagens que dão título ao livro são dois jovens vizinhos de dezesseis anos. Park, descendente de coreanos e apaixonado por música e quadrinhos, não chega exatamente a ser popular, mas consegue não ser incomodado pelos colegas de escola. Eleanor, ruiva, sempre vestida com roupas estranhas e "grande" (ela pensa em si própria como gorda), é a filha mais velha de uma problemática família. 

Os dois se encontram no ônibus escolar todos os dias. Apesar de uma certa relutância no início, começam a conversar, enquanto dividem os quadrinhos de X-Men e Watchmen. E nem a tiração de sarro dos amigos e a desaprovação da família impede que Eleanor e Park se apaixonem, ao som de The Cure e Smiths. Esta é uma história sobre o primeiro amor, sobre como ele é invariavelmente intenso e quase sempre fadado a quebrar corações. Um amor que faz você se sentir desesperado e esperançoso ao mesmo tempo. 
Resenha: 
        O livro conta a historia de Eleanor, uma garota ruiva com varias sardas, que veste roupas esquisitas. E também de Park, um garoto coreano que não é do tipo popular no colégio, mas também não é rejeitado. 
        Eleanor é nova na cidade, e já no primeiro dia em que vai para a escola chama muito atenção por culpa de seu jeito "diferente", e consequentemente ninguém convida ela para se sentar no ônibus. Park á convida para sentar - se ao lado dele, mas é claro de uma forma nada gentil. 
        Desta forma, os dois começam a desenvolver uma amizade de uma forma bastante sutil. Eleanor começa a ler os gibis juntamente com Park no trajeto do ônibus escolar sem que o mesmo perceba, mas claro que o garoto acaba captando o que está acontecendo e, posteriormente, começa a ler seus gibis um pouco mais devagar para que ela possa acompanhar a história. Depois começa a emprestá-los para a menina, em seguida passam a conversar sobre letras de músicas, e quando se dão conta já não podem viver sem o outro.
        Porém, vão ter que lidar com alguns desafios. A família de Park é muito bem estruturada, e seus pais se amam e amam seus filhos. Mas, apesar de sua família ser perfeita, seu pai é um pouco rígido, e sua mãe se importa bastante com a aparência física, sendo esteticista. Ao contrário da família de Eleanor, cuja mãe se encontra em um relacionamento abusivo, e com cinco filhos para criar em uma casinha que mal os cabem. O padrasto da garota é perverso e doente, e seu pai não quer nem saber dela e de seus irmãos (os quais são um pouco “loucos”, para falar a verdade). Fora as famílias, também tem a “turminha” do colégio, que só quer um pezinho para poder maltratar Eleanor.
      Os dois se encontram em meio a todo esse caos, e acabam encontrando um abrigo um no outro. Mas quanto tempo será que esse relacionamento vai durar, levando em consideração que ele está acontecendo no meio de um castelo de cartas em ruínas que está prestes a desmoronar de uma vez por todas?

      "Eleanor & Park" é um livro otimista porque nos mostra como determinadas pessoas têm o poder de nos curar, apenas por existirem, por estarem por perto e por trazerem à tona o que há de melhor em nós. 

Nota: 5/5

Espero que tenham gostado da resenha, até mais, um mega bj. 


sexta-feira, 4 de agosto de 2017

A máquina de contar historias

Sinopse:
Na noite em que o escritor best-seller Vinícius Becker lançou A Máquina de Contar Histórias , o novo romance e livro mais aguardado do ano, sua esposa Viviana faleceu sozinha num quarto de hospital. Odiado em casa por tantas ausências para cuidar da carreira literária, ele vê o chão se abrir sob seus pés. Sem o grande amor da sua vida, sem o carinho das fi lhas, sem amigos... O lugar pelo qual ele tanto lutou revela-se aquele em que nunca desejou estar.
Vinícius teve o mundo nas mãos, e agora, sozinho, precisa se reinventar para reconquistar o amor das filhas e seu espaço no coração da família V.
Uma história emocionante, cheia de significados entrelaçados pela literatura, mostrando que o amor de um pai, por mais dura que seja a situação, nunca morre nem se perde.
Resenha:
Nenhum texto alternativo automático disponível.             Vinicius é um autor muito bem sucedido, que de tanto entregar-se ao seu entregar-se ao seu trabalho, não é um marido e pai presente na vida da família V. A sua esposa, Viviana, sofre de um câncer e acaba morrendo quando Vinicius estava em uma festa de lançamento do seu livro novo. A ausência dele em vários momentos importantes para a família e ainda mais a morte da mulher sem o marido por perto despertam o ódio de Valentina, sua filha de 16 anos, que ficou ao lado da mãe durante todo o período de tratamento com a doença...                     Ele se sente perdido, e tenta recuperar o tempo perdido que passou longe da mulher e das duas filhas, e enfrenta o desprezo de sua filha mais velha, então resolve fazer uma viagem com ela e Vida, a "fadinha" que tem apenas quatro aninhos. Depois de muita resistência da parte de Valentina, ele finalmente consegue convencê-la a embarcar nessa viagem, e durante essas "ferias fora de época"  Vinicius passa a conhecer as duas filhas.
        Um fato importante, e que eu quero destacar é que a viagem e os locais escolhidos, tem um proposito que só fui descobrir perto do final do livro, me emocionei muito. 
        Vinicius escrevia de forma metódica e os leitores adoravam seus romances, imaginado que ele havia mesmo vivido todos aqueles sentimentos escritos por ele. Mas na verdade, não.
        Com a descoberta das pequenas coisas da vida que podem ser maravilhosas, ele percebe quão frio era, e muda sua maneira de escrever, e de se relacionar com as pessoas. Com as duas filhas, ele aprende finalmente o sentido da palavra viver! 


 Participei de um book tour desse livro, e meu comentário foi o seguinte:       
Nenhum texto alternativo automático disponível.Saindo de Minas Gerais o livro foi para Pimenta Bueno em Rondônia, a Iasmyn Backes (@uma_leitora1) . “A Máquina de Contar Histórias é uma obra linda e comovente.. No começo achei a Valentina, chata e bem mimada, mesmo ela tendo visto sua mãe morrer e ter ficado com ela nesses últimos momentos, ela não teria o direito de julgar o sofrimento dos outros, e colocar o seu como o único verdadeiro. Vinicius sem duvidas nunca foi um “paizão”. Sim, ele foi bem ausente, mega concordo. Mas sempre merecemos uma segunda chance, e a cada pagina que passava eu ficava mais ansiosa para o final. Emoção do começo ao fim, esse livro é extraordinário! Amei!”

(Imagem mostrando por onde o livro passou, créditos a Bianca Faria) 

segunda-feira, 31 de julho de 2017

Caixa de pássaros

 Sinopse: 
   Romance de estreia de Josh Malerman, Caixa de Pássaros é um thriller psicológico tenso e aterrorizante, que explora a essência do medo. Uma história que vai deixar o leitor completamente sem fôlego mesmo depois de terminar de ler.
Basta uma olhadela para desencadear um impulso violento e incontrolável que acabará em suicídio. Ninguém é imune e ninguém sabe o que provoca essa reação nas pessoas. Cinco anos depois do surto ter começado, restaram poucos sobreviventes, entre eles Malorie e dois filhos pequenos. Ela sonha em fugir para um local onde a família possa ficar em segurança, mas a viagem que tem pela frente é assustadora: uma decisão errada e eles morrerão.
- Comparado pela imprensa mundial a Os Pássaros, de Hitchcock, e ao melhor de Stephen King. 
O livro teve os direitos cinematográficos adquiridos pela Universal Pictures, com produção de Chris Morgan, de Velozes e Furiosos 6.
“Malerman usa a narrativa alusiva para criar um thriller fascinante que os fãs de Stephen King vão adorar.” Publishers Weekly
“Deve ser lido de uma só vez. Ninguém ainda havia escrito uma história de terror como essa.” Hugh Howey, autor de Silo



     Tem alguma coisa lá fora. Esperando por você, em todos os lugares. Ninguém sabe o que é, quem é ou qual seu formato, porque quem viu, não conseguiu nem contar como é. Só sabem que é fatal!!!! Há algo lá fora esperando para enlouquecer você, e fazer cometer coisas horríveis! Basta um minuto, um micro descuido, e tudo está acabado! 

Resenha: 

     Caixa de pássaros,  é um livro de suspense muito bom, me deixou bem curiosa para saber o que vai acontecer, se os personagens vão conseguir superar as dificuldades. Gostei muito da historia, e também dos personagens. 
    A historia começa com a Malorie morando em uma casa com dois filhos de 4 anos, na qual eles não podem sair, e muito menos olhar para fora. A casa tem todas as janelas tampadas, as comidas são enlatadas, a quatro anos e pouco Malorie não vê a luz do dia, e seus filhos? Nuca viram. Em uma certa noite, ela acorda seus filhos e os chamam para os três fugirem para um lugar seguro, eles vão pelo rio, para aproveitar a noite de neblina onde eles conseguiriam sair as escondidas sem ninguém perceber eles, mas tinha uma condição: eles deveriam estar sempre vendados. 
        A quatro anos atrás , Malorie morava com a sua irmã e do nada começou a passar nos noticiários na tv que algo estranho estava acontecendo com o mundo. As pessoas estavam se matando do nada, sem motivo. Nesse mesmo período Malorie descobrir que estava grávida, e era de um homem que ela mal conhecia. No inicio ela não queria levar essa epidemia a sério, até que as coisas começaram a acontecer perto dela, ela não viu outra alternativa a não ser se proteger, e proteger seu bebê que estava por vir.  Algumas coisas acontecem... 
       Malorie começa a procurar ajuda, decide ir para uma casa que havia visto em um anuncio de classificado, que prometia ter mais segurança. Quando ela chegou nessa casa, observou que todas as janelas estavam tampadas, e ninguém saia de lá sem vendar os olhos, só podia entrar quem estive com seus olhos fechados. Lá ela conheceu Tom, Don, Felix, Jules, e Cheryl. Logo depois ela também conheceu Olympia cujo também estava grávida. Os sete passaram por grandes dificuldades e momentos de superação juntos. Eles precisavam achar um jeito de sobreviver, por isso se uniram numa mesma luta para superar esse novo mundo que os assustavam.   
      O livro tem uma narrativa maravilhosa, e ao mesmo tempo vai intercalando a historia entre o momento na casa, de como eles faziam para sobreviver, de todas as tentativas de mudar essa nova condição de vida com a fuga de Malorie com seus dois filhos mais tarde, para tentar salvá - los desse mundo aterrorizante. Parece que lhe deixar confusa, mas na verdade não. É muita bom, você fica de boca aberta hahaha. 
     Recomendo muito para vocês. Adoro esse livro! 

Nota 5/5