quarta-feira, 9 de agosto de 2017

Eleanor & Park

Sinopse: 
Eleanor & Park é engraçado, triste, sarcástico, sincero e, acima de tudo, geek. Os personagens que dão título ao livro são dois jovens vizinhos de dezesseis anos. Park, descendente de coreanos e apaixonado por música e quadrinhos, não chega exatamente a ser popular, mas consegue não ser incomodado pelos colegas de escola. Eleanor, ruiva, sempre vestida com roupas estranhas e "grande" (ela pensa em si própria como gorda), é a filha mais velha de uma problemática família. 

Os dois se encontram no ônibus escolar todos os dias. Apesar de uma certa relutância no início, começam a conversar, enquanto dividem os quadrinhos de X-Men e Watchmen. E nem a tiração de sarro dos amigos e a desaprovação da família impede que Eleanor e Park se apaixonem, ao som de The Cure e Smiths. Esta é uma história sobre o primeiro amor, sobre como ele é invariavelmente intenso e quase sempre fadado a quebrar corações. Um amor que faz você se sentir desesperado e esperançoso ao mesmo tempo. 
Resenha: 
        O livro conta a historia de Eleanor, uma garota ruiva com varias sardas, que veste roupas esquisitas. E também de Park, um garoto coreano que não é do tipo popular no colégio, mas também não é rejeitado. 
        Eleanor é nova na cidade, e já no primeiro dia em que vai para a escola chama muito atenção por culpa de seu jeito "diferente", e consequentemente ninguém convida ela para se sentar no ônibus. Park á convida para sentar - se ao lado dele, mas é claro de uma forma nada gentil. 
        Desta forma, os dois começam a desenvolver uma amizade de uma forma bastante sutil. Eleanor começa a ler os gibis juntamente com Park no trajeto do ônibus escolar sem que o mesmo perceba, mas claro que o garoto acaba captando o que está acontecendo e, posteriormente, começa a ler seus gibis um pouco mais devagar para que ela possa acompanhar a história. Depois começa a emprestá-los para a menina, em seguida passam a conversar sobre letras de músicas, e quando se dão conta já não podem viver sem o outro.
        Porém, vão ter que lidar com alguns desafios. A família de Park é muito bem estruturada, e seus pais se amam e amam seus filhos. Mas, apesar de sua família ser perfeita, seu pai é um pouco rígido, e sua mãe se importa bastante com a aparência física, sendo esteticista. Ao contrário da família de Eleanor, cuja mãe se encontra em um relacionamento abusivo, e com cinco filhos para criar em uma casinha que mal os cabem. O padrasto da garota é perverso e doente, e seu pai não quer nem saber dela e de seus irmãos (os quais são um pouco “loucos”, para falar a verdade). Fora as famílias, também tem a “turminha” do colégio, que só quer um pezinho para poder maltratar Eleanor.
      Os dois se encontram em meio a todo esse caos, e acabam encontrando um abrigo um no outro. Mas quanto tempo será que esse relacionamento vai durar, levando em consideração que ele está acontecendo no meio de um castelo de cartas em ruínas que está prestes a desmoronar de uma vez por todas?

      "Eleanor & Park" é um livro otimista porque nos mostra como determinadas pessoas têm o poder de nos curar, apenas por existirem, por estarem por perto e por trazerem à tona o que há de melhor em nós. 

Nota: 5/5

Espero que tenham gostado da resenha, até mais, um mega bj. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário